Olhe bem para esse retrato. Enigmático, não? A imagem chega como um presente pelo Dia da Mulher, enviado pela nossa colunista Beatriz Rota-Rossi. Ouça a explicação que dá o que pensar.

Sabe aqueles áudios disponíveis em museus e exposições que contam a história de cada obra? Nossa colunista, Beatriz Rota-Rossi, celebra o Dia da Mulher com um áudio maravilhoso, em que desvenda os mistérios em torno do retrato da menina Antonietta Gonsalvus. Cercada de crenças e superstições, a saga dessa italiana é a versão real da fábula “A bela e a fera”. O rosto de Tognina entrou para a história pelo traço delicado e poético de outra mulher, a pintora Lavínia Fontana. Se liga na imagem e acompanhe as reflexões de Beatriz sobre o belo e os padrões de beleza, numa viagem que vai do Renascimento aos orixás.

Escrito por

Equipe Chega!

Grupo de alunos, ex-alunos e professores da Universidade Santa Cecília – FaAC, metendo a colher para conectar pessoas, ideias e lutas, dispostos a contribuir com o debate público sobre a violência contra a mulher.